e-portefólio - NPP

Junho 30 2010

ANÁLISE DO PROGRAMA DE PORTUGUÊS PARA O 1º, 2º E 3º CICLOS

  

  

  

  

 

ITEMS DE ANÁLISE

1º CICLO

1.Organização do programa do 1º Ciclo do Ensino Básico.

- Organização do Programa em dois momentos (1º e 2º / 3º e 4º);

-Organização por referência às competências;

-Apresentação em quadro com descritores de desempenho, conteúdos e notas – sugestões de actividades;

-Lateralmente estão as competências/ domínios;

-Corpus textual – heterogeneidade de textos;

 

2. Traços distintivos entre o primeiro e segundo momentos do 1º Ciclo.

- Primeiro momento -Nos primeiros dois anos:

-Desenvolvimento de comportamentos verbais e não verbais, adequados às situações de comunicação com diferentes graus de formalidade;

 - Comunicação oral com carácter adaptativo ao ambiente escolar;

- Função de capacitação dos alunos se exprimirem de modo mais fluente e ajustado às situações;

- Segundo momento – fundamental – a aprendizagem de novas convenções sobre o modo de organização do texto escrito;

- Uso correcto da pontuação, o alargamento do repertório lexical e domínio da sintaxe mais elaborada;

- Promoção do desenvolvimento linguístico, formação como leitores e ampliação do conhecimento experiencial.

 

3. Resultados esperados nas competências específicas de compreensão do oral e de expressão oral.

- Pretende-se que o aluno, na competência da compreensão do oral (1º/2º) 

-Saber escutar;

- Prestar atenção a discursos breves;

-Compreender o essencial de histórias contadas;

Na expressão oral:

-Falar de forma clara…

- Esperar a sua vez…

-Formular pedidos…

No segundo momento (3º e 4º):

- Compreender histórias contadas distinguindo o essencial do acessório;

- Planificar e apresentar exposições breves sobre temas variados;

 

4. Heterogeneidade de textos a privilegiar no 1º Ciclo.

- Heterogeneidade de textos - Devem ler textos literários mas também escritos multimodais, textos em contextos diversificados, em diferentes suportes, diversos autores;

- Qualidade, integridade e representatividade dos textos;

- Progressão – textos adequados aos diferentes níveis de competência e com grau de dificuldade gradativo;

5. Expressões relevantes que dão a dimensão da concepção de exercícios efectivos de escrita para os alunos do 1º Ciclo.

- Através da redacção de textos, de actividades reguladas por modelos, bem como a escrita pessoal e criativa.  Aquisição contextualizada de regras, normas e procedimentos relativos à estrutura, organização e coerência textuais.

6. Etapas da planificação das actividades de escrita.

- Desenvolvimento de três competências: a competência gráfica, a competência ortográfica e a competência compositiva.

- A produção de textos apresenta três componentes:

- planificação (objectivo da comunicação, tipo de texto, geram-se ideias)

- textualização (redacção do texto)

- revisão (melhorar o texto)

7. Papel do professor nas diferentes etapas da escrita processual.

- Ensinar e treinar as diferentes técnicas de planificação, textualização e revisão;

- Disponibilizar materiais de apoio;

- Organizar o espaço de aula de forma a tornar visíveis referências e informações;

- A partir dos textos elaborados pelas crianças, promover a reflexão, visando o aperfeiçoamento;

- Proporcionar ao aluno situações diversificadas que visam a produção de diferentes tipos de texto;

- Valorizar as produções dos alunos divulgando-as.

 

8. Actividades que promovem a transformação do conhecimento implícito em conhecimento explícito da língua.

- A análise e reflexão sobre a língua traduzem-se tanto em actividades nos domínios do modo oral e do modo escrito, como em trabalho de oficina. Desenvolve-se a consciência linguística no sentido de transformar o conhecimento implícito em conhecimento explícito da língua.

 

 

9. Aspecto relevante introduzido pelo actual programa no que concerne a procedimentos e instrumentos de acesso à informação.

Contextos e Recursos

 

 O 1º ciclo privilegia o desenvolvimento integrado de actividades e áreas do saber, procura disponibilizar a apropriação de procedimentos e instrumentos de acesso à informação e comunicação, nomeadamente a utilização das novas tecnologias de informação e comunicação, assim como aprendizagens significativas;

- Contexto favorável ao desenvolvimento de literacias na leitura, na escrita e nas Tecnologias da Informação;

Biblioteca Escolar – inseridas nos centros de recursos e equipadas com as TIC;

-Implementação do uso das TIC- hábitos de pesquisa;

- Desenvolvimento de competências que permitem aceder à informação em diferentes suportes e linguagens.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

ORGANIZAÇÃO PROGRAMÁTICA DO 2º CICLO

GUIÃO DE ANÁLISE

  

  

Organização do programa do segundo ciclo do ensino básico.

 

Tem por referência as competências do Currículo Nacional; apresenta descritores do desempenho, conteúdos e notas.

Privilegia o carácter progressivo da Aprendizagem.

Corpus textual:

Heterogeneidade de textos

Relação da progressão no que respeita aos resultados esperados nas Competências específicas da compreensão oral e da expressão oral, no primeiro e segundo ciclo.

A comunicação oral adquire uma função relevante na organização do trabalho na sala de aula.

Os alunos alargam a sua experiência de socialização e necessitam de melhorar o discurso argumentativo e exemplificativo. Devem ainda distinguir o essencial do acessório.

Critérios para a construção dos corpora textuais no segundo ciclo

Devem estar enquadrados pelo P.C.T. e pelo P.C.E.

A diversidade textual exigida concorre para a inserção do aluno na vida social e real, agudizando a sua consciência cultural

A explicação dos resultados esperados na escrita, no segundo ciclo.

Mune-se do encorajamento à autonomia, como a planificação e a revisão e parte do princípio da progressividade que capacitaria o aluno para investir na escrita recursos de que se apropriou nas actividades de compreensão e de expressão oral e de leitura.

Papel do professor nas diferentes etapas da escrita pessoal

Cabe-lhe criar momentos específicos de trabalho de oficina de escrita e recorrer a meios informáticos e a materiais de apoio diversificados.

Deve ainda gerir a consciencialização do erro e assistir ao aperfeiçoamento do texto através de guiões que o facilitem.

Deve ainda estimular a criação escrita através da aceitação e valorização de relatos de experiências pessoais ou grupais significativas.

Actividades que promovem a transformação do conhecimento explícito da Língua

Definição de critérios de elaboração do texto escrito; reinvestimento destes conhecimentos na melhoria de desempenho em outras competências;

Actividades de contacto com as diferentes variedades do Português, comparando-o com o padrão.

Criação de contextos onde os alunos possam utilizar correctamente os conceitos adquiridos.

Formas de utilização das T.I.C. no apoio ao trabalho nas competências específicas

 

Utilização da internet e de outros programas informáticos para busca e tratamento de informação, para apoio na apresentação estética dos trabalhos e para melhorar a criatividade.

Para revisão da escrita e para troca de informações.

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ORGANIZAÇÃO

PROGRAMÁTICA DO 3º CICLO

GUIÃO DE ANÁLISE

 

1. O programa tem por referência as competências do Currículo Nacional. Está organizado em articulação com os aspectos envolvidos nas transformações ocorridas na adolescência, nas suas várias dimensões.

Organiza-se no sentido de promover uma efectiva inserção no mundo extra-escolar, bem como ampliar as possibilidades de participação no exercício da cidadania.

Apresenta-se dividido em descritores de desempenho, conteúdos e notas, competências específicas, domínios. Dão-se orientações para a construção de um corpus textual.

 

2. Devemos ter em conta um princípio que subjaz estes programas: o princípio da progressão, inerente a cada ciclo e representado nos sucessivos estádios de aprendizagem que a passagem de ciclo para ciclo evidencia.

2º Ciclo

Compreensão oral

- saber escutar para reter informação essencial

- interpretar a informação ouvida

- compreender diferentes argumentos

 

Expressão oral

- relatar ocorrências

- apresentar e defender opiniões

- produzir discursos orais

 

3º Ciclo

Compreensão / Expressão oral

- saber escutar, visando diferentes finalidades

- interpretar criticamente a informação ouvida

- compreender o essencial da mensagem

- tomar a palavra em contextos formais

- interagir com confiança e fluência sobre assuntos do quotidiano

- produzir discursos orais correctos em português padrão

 

 

 

2º Ciclo

Leitura

- ler textos variados em diferentes suportes

- ler para entretenimento

- posicionar-se quanto à pertinência e validade da informação lida

- fazer apreciações pessoais de textos de diferentes tipos

- ler textos literários

 

3º Ciclo

Leitura

- ler de forma fluente

- ler textos de diferentes tipos

- posicionar-se criticamente quanto à validade da informação

- apreciar textos de diferentes tipos

- posicionar-se enquanto leitor de obras literárias

- estabelecer relações entre a experiência pessoal e textos de diferentes épocas e culturas

2º Ciclo

Escrita

- escrever para responder a diferentes propostas de trabalho

- utilizar com autonomia processos de planificação, textualização e revisão

- escrever em termos pessoais e criativos

- produzir textos coerentes e coesos em português padrão

 

3º Ciclo

Escrita

- escrever para responder a necessidades específicas de comunicação

- recorrer autonomamente a técnicas e processos de planificação, textualização e revisão

- escrever com autonomia e fluência diferentes tipos

- produzir textos em termos pessoais e criativos

- produzir textos em português padrão

 

 

2º Ciclo

Conhecimento explícito da língua

- descobrir regularidades na estrutura e no uso da língua

- identificar e classificar unidades utilizando a terminologia adequada

- mobilizar conhecimentos adquiridos

- relacionar diferentes registos de língua com os contextos em que devem ser usados

- respeitar e valorizar as diferentes variedades do português

 

3º Ciclo

Conhecimento explícito da língua

- reflectir sobre o funcionamento da língua

- explicitar aspectos fundamentais da estrutura e do uso do português padrão

- mobilizar o conhecimento reflexivo e sistematizado para resolver problemas

- analisar marcas específicas da linguagem oral e da linguagem escrita

- respeitar e valorizar as diferentes variedades do português

 

3. Textos de diferente natureza (escritos, falados, visuais) e complexidade; textos literários, do quotidiano e dos media.

Corpora textuais tendo em conta vários critérios:

a)     Representatividade e qualidade dos textos;

b)     Integridade das obras;

c)      Diversidade textual;

d)     Progressão.

Incluir no PCT as obras seleccionadas para projectos ou leituras na aula. (de acordo com o ano de escolaridade, estão enunciados os referenciais mínimos)

 

4.

 Apropriação de mecanismos textuais progressivamente mais complexos em que utilizem a linguagem escrita para pensar, para comunicar e para aprender;

Produção de múltiplos textos, ora regulados por modelos ora em termos pessoais e criativos;

 

5. Criar oportunidades para que os alunos tenham acesso a diferentes tipos de texto e, assim, possam tornar-se sujeitos autónomos na construção de uma cultura literária.

Constituir corpora textuais tendo em conta vários critérios:

e)     Representatividade e qualidade dos textos;

f)       Integridade das obras;

g)     Diversidade textual;

h)     Progressão.

Seleccionar e organizar um corpus textual para leitura integral, adequado a cada contexto de trabalho, tendo em atenção as leituras efectuadas em anos anteriores.

Proporcionar aos alunos experiências em que possam produzir diferentes tipos de texto (narrativos, descritivos, argumentativos…)

6.

Realização de actividades de carácter oficinal;

Explicitação de saberes a partir de actividades de uso instrumental e de reflexão sobre a língua e os textos;

Sistematização de noções e conceitos adquiridos;

Mobilização das categorias de conhecimento explícito para resolver problemas de uso, aperfeiçoar desempenhos, explicar padrões e critérios de actuação;

Participação na construção de utensílios para sistematizar e registar informação.

 

 

7.

Compreensão Oral

1º e 2º anos

Utilizar técnicas simples para registar, tratar e reter a informação:

- identificar palavra-chave;

- organizar a informação;

- procurar informação complementar com ajuda do professor.

 

3º e 4º anos

Utilizar técnicas simples para registar, tratar e reter a informação:

- identificar ideias-chave;

- hierarquizar a informação;

- tomar notas;

- preencher grelhas de registo;

- esquematizar;

- articular a informação retida com conhecimentos prévios;

- procurar informação complementar.

 

2º Ciclo

Utilizar procedimentos para reter e alargar a informação recebida:

- registar tópicos, tomar notas;

- preencher grelhas de registo;

- pedir informações e explicações complementares;

- registar relações de forma e de sentido com outros textos ouvidos, lidos ou vistos;

- esquematizar relações.

 

3º Ciclo

Utilizar procedimentos para clarificar, registar, tratar e reter a informação, em função de necessidades de comunicação específicas:

- identificar ideias-chave; tomar notas;

- solicitar informação complementar;

- elaborar e utilizar grelhas de registo;

- esquematizar.

 

 

 

Trabalho realizado por:

Ana Melo

Filomena Vaz

José Batista

Madalena San-Bento

publicado por filomenavaz às 15:55

Mais sobre mim
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


Pesquisar
 
blogs SAPO